segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Andando de bike às 23h aqui na Zona Oeste no RJ.

A cidade é tão bonita. As luzes fazendo zap me remetem as conexões que a cidade faz. É incrível poder falar com você quando você está a muitos km de distância. Eu posso ouvir sua voz, sua opinião, acompanhar o seu dia, é como se você não saísse dali em nenhum momento. Eu te tenho ali. Porque ter pessoas é muito além do corpo físico. Não são só as redes sociais, eu amo poder ouvir Racionais do celular do cara e 5min depois ouvir roda de capoeira. Eu adoro esses esbarrões. Encontros e desencontros de coisas que foram feitas pra serem encontradas. As pessoas tem as suas próprias vidas, constroem uma teia imensa de interesses, gostos e pensamentos e um dia você pode ouvi-la falando deles. Você pode se interessar ou não, mas você encontrou, você teve a oportunidade. Eu não sei. Eu amo essas conexões. Eu amo de verdade. Não é a tecnologia que destruiu o ser humano, ela é só mais uma arma da maldade que nossa própria mente gerou. Como em Black Mirror.


Nenhum comentário:

Postar um comentário