quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

A onda do lubrificante de maconha.

Fazem umas 3 semanas eu vi a receita desse lubrificante que consistia em basicamente misturar o óleo da planta com óleo de coco no grupo Só MaconheirAs (se você quiser entrar, dá um salve na page!). Fiquei com um pé atrás mas esperei alguém com mais propriedade no assunto se manifestar sobre.
Passado esse tempo, as críticas e alertas a essa receita caseira começaram a pipocar no meu feed e todas são pertinentes: usar essa porra é muita viagem, sim.

Uma das justificativas de quem tava disseminando que o lubrificante é uma boa era que o óleo de coco trata candidíase, então não é perigoso pra pepeca. Bem, existem duas formas de tratar a candidíase com óleo de coco: comendo ou in vitro (esse nem é comprovado a eficácia em todas as pessoas). Quando você usa esse óleo diretamente na pepeca ele mata a cândida natural que serve pra regular a flora vaginal. Então, no mínimo, usar com frequência vai te fazer ficar ressecada e rasgar a camisinha. E é por isso que os lubrificantes vendidos são feitos à base de água.

Já sobre a maconha em si, ferver (já acontece na extração do óleo da mesma), não será o suficiente para tirar todos os fungos e bactérias que tem naturalmente na cannabis legalizada e comercializada, quanto mais nesse prensado que usamos aqui no Brasil que tem até esterco.

Em resumo, com a flora vaginal desregulada pelo óleo de coco, sua buceta vai ficar mais suscetível a contaminação pelos bichos da maconha e ganhar uma doença.

Essa ideia foi o jeitinho pt-br de não comprar o Foria, um lubrificante californiano que só é vendido aos pacientes de maconha medicinal e que apesar de ser à base do óleo de coco, não usa a maconha e sim o THC.
Num sei se dá pra comprar por aqui, mas como sempre dá pra pedir pra ~aquele~ parente trazer algo da viagem, fica a info:

No entanto, a única coisa que faz os ginecologistas acreditarem nessa história é o alto poder de absorção da mucosa vaginal que vai consumir a maconha. Ou seja, você pode saciar essa vontade de transar chapada bolando um beckzinho e fumando! Sem estresse.
Agora paremos de compartilhar essa receita irresponsável por aí.

WEED&LOVE!




crédito à Lays Souza Silva que escreveu o post no facebook do qual eu tirei a maioria das informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário